19 de janeiro de 2010

O SEMELHANTE ATRAI O SEMELHANTE

Você vai mal pelo poder da sua mente disse-lhe eu.

O homem espantou-se e aí, é que não entendeu mais nada. Há uma lei mental que é assim enunciada: o semelhante atrai o semelhante, ou, em outras palavras, o igual atrai o igual. Isto quer dizer que o pensamento atrai a realidade do seu conteúdo. A partir desta verdade, você está a dar-se conta que pensamentos de fracasso atraem o fracasso, pensamentos de sucesso atraem o sucesso, pensamentos de amor atraem o amor, pensamentos de ciúme atraem o conteúdo do crime, pensamentos de alegria atraem a alegria, pensamentos de tristeza atraem a tristeza e assim por diante. O pensamento é uma realidade mental que atrai a realidade física. Há milhares de anos, o profeta David, pai do sábio Salomão, afirmava: abyssus abyssum invocat, ou seja, o abismo atrai o abismo.

Os seus pensamentos, portanto, fazem a sua vida. A sua vida é a materialização, ou a expressão dos seus pensamentos constantes. E o futuro será a colheita dos pensamentos semeados na mente hoje. Você, pois, está a determinar agora o que será mais tarde. Todo o efeito tem a sua causa, como ensinava o grande sábio Jesus Cristo: "Toda a árvore boa dá bons frutos, toda a árvore má dá maus frutos". É a lei da natureza coincidindo com a lei da mente: cada um colhe aquilo que semeia.

Não existe acaso, má sorte, azar; é a soma dos seus pensamentos diários que o leva a esses resultados.

O melhor clube nunca perde o campeonato. Pode sofrer algum revés, que somente contribuirá para aprimorar mais ainda a técnica, mas ninguém lhe tirará das mãos o resultado final almejado.

Um dia veio visitar-me um senhor, bastante desanimado. Dizia-me que, por mais que desejasse progredir, não conseguia. Duas vezes já fracassara e as coisas não davam certo para ele.

É uma coisa que não entendo queixava-se ele.

Há um sujeito perto da minha casa que abriu uma lojinha qualquer e alcançou o sucesso. É um espertalhão, um aproveitador. Não sei como é que ele progride e eu não. Eu já estou com medo de fracassar mais uma vez no meu negócio.


 

Simples. Quais eram os pensamentos dominantes na sua pessoa?

Pensamentos de fracasso, de medo e de inveja do vizinho. Esses pensamentos, tão fortemente emocionais e repetidos, estavam a tornar-se realidade.

Lembre-se: pensamentos de fracasso atraem o fracasso, pensamentos de medo atraem o resultado correspondente, pensamentos de inveja prejudicam o invejoso. Era o poder da mente actuando com perfeição nele. Os pensamentos positivos que esse senhor tinha, eram totalmente envolvidos pela avalanche dos pensamentos negativos. O resultado não poderia ser diferente.

Shakespeare escreveu, na sua tragédia Hamlet, acto II, cena 2, uma frase espantosamente profunda:"O bem e o mal não existem, o pensamento é que os cria."