24 de março de 2010

PENSE GRANDE

Agora você está a começar a vislumbrar o caminho do sucesso. Quem sabe, até aqui você vivia à procura das razões de sucesso e do fracasso fora de si. Talvez estivesse a fazer até agora exactamente como tantos dos seus amigos, conhecidos e vizinhos, que atribuem os problemas às difíceis contingências da vida, ou á falta se sorte, ou que à incompetência do governo, ou, mesmo, à crise mundial. Mas, nunca se esqueça de que, mesmo durante a última guerra mundial, muitos homens continuaram a enriquecer; nunca se esqueça que, mesmo agora, durante as crises que você acha que estão a barrar o seu sucesso financeiro, muitos continuam a enriquecer.

Vamos e comece a pensar grande. Saia fora dessa enleada negativa, que o amarra a estreitos limites.

Engate o seu vagão numa estrela. Suba Alto. Pense grande. Acredite que o sucesso é seu parceiro inseparável. Mantenha os seus pensamentos acesos pelo entusiasmo e ligados nas boas coisas da vida. Siga em frente, com a certeza de que, a cada dia, está progredindo sempre mais e mais. Não importa de onde esteja a iniciar. O que importa é o padrão de imagem que você criou na sua mente aqui e agora. Grandes homens começaram como você, mas tornaram-se grandes porque alimentaram permanentemente grandes pensamentos, grandes metas. Alexandre Magno e Napoleão Bonaparte idealizaram grandes conquistas; as obras imortais de Shakespeare são fruto do seu pensamento; Benjamin Franklin imaginou a captura do raio através da electricidade para provar que a electricidade e o raio têm a mesma força; foi o pensamento persistente de Santos Dumont que gerou o invento do aeroplano, ou seja, de uma nave que, embora mais pesada do que o ar, pudesse voar. Thomas Alva
Edison descobriu a utilização da electricidade e inventou a lâmpada, o cinema, o fonógrafo, o eléctrico e centenas de outros inventos. Posso continuar citando outros grandes homens, como César Beethoven, Marconi, padre Landel de Moura, Kennedy, Von Braun, Einstein, Tomás de Aquino, Descartes, Freud, Sócrates, Aristóteles, e tantos outros. Posso citar, ainda, Nero, Hitler, Estaline e outros que usaram negativamente a sua força mental. Todos eles, através do pensamento persistente e forte, formaram um quadro mental do que desejavam e, com o tempo, o que desejavam tornou-se realidade.

Você também tem uma bomba atómica na sua mente.

Poderá deixá-la adormecida para sempre; poderá fazer explodi-la, destruindo e destruindo-se; ou, então, poderá usá-la como sina propulsora dos seus ideais e dos seus desejos saudáveis.