17 de setembro de 2013

JESUS PREDIZIA O FUTURO

Disseram a Jesus alguns dos escribas e fariseus:"Mestre, quiséramos ver um sinal da sua parte".
Ao que ele respondeu:"Essa raça má e adúltera pede um sinal; mas não lhe será dado outro sinal senão o sinal do profecta Jonas; pois    do mesmo modo que Jonas esteve três dias e três noites nas entranhas do monstro marinho, assim há-de também o Filho do homem estar três dias e três noites no seio da terra."(Mt. 12.38-40). Esta profecia realizou-se, pois Jesus esteve enterrado três dias, após os quais ressuscitou. Noutra ocasião, ele predisse novamente a sua morte:"O Filho do homem vai ser entregue às mãos dos homens; hão-de matá-lo; no terceiro dia, porém, ressurgirá". (Mt.17,22)
"Em verdade, vos digo que um de vós me há-de entregar!"Essa profecia Jesus a fez estando á mesa com seus discípulos, pouco antes de Judas sair para traí-lo entregando-o aos que queriam prendê-lo.
Certo dia, vendo a cidade de Jerusalém diante de seus olhos, chorou sobre ela e disse, entre outras coisas;" Virão dias sobre ti em teus inimigos te cercarão de trincheiras, te hão-de assediar e apertar por todos os lados; derrubar-te-ão por terra, a ti e a teus filhos que em ti estão, e não deixarão em ti pedra sobre pedra".(Lc 19,41-44)
De facto, setenta anos depois, o general Tito, enviado pelo Imperador Vespassiano, cercou Jerusalém por todos os lados e, depois de muita desolação e falta de alimentos no interior da cidade, os soldados romanos entraram na cidade e destruiram-na, inclusive o templo, que o próprio Tito havia pedido para ser preservado.
Uma ocasião, Jesus percorria a Samaria e chegou a Sicar, sentando-se junto ao poço de Jacó. Apareceu uma samaritana que veio tirar àgua do poço e Jesus pediu de beber,entabulando, então, um diálogo com a mulher. Pelas tantas, disse o Mestre.
vai chamar o teu marido e volta cá. Não tenho marido- respondeu a mulher.
Disseste bem: Não tenho marido. Cinco maridos tiveste, e o que agora tens não é teu marido. Nisto falaste a verdade. Senhor- exclamou a mulher- vejo que és um profecta.(João 4,7ss)